Arte crédito: Repórter Brasil & Marco Vergotti

 

Repórter Brasil

Agrotóxicos: Brasil libera quantidade até 5 mil vezes maior do que Europa

Oito brasileiros se intoxicam com agrotóxicos por dia devido à permissividade da lei brasileira, aponta estudo inédito

Por Thais Lazzeri

 

O debate sobre o uso de agrotóxicos ganhou um novo capítulo, e ele não é bom para o Brasil. Estudo inédito revelou o abismo que existe entre a legislação brasileira e a da União Europeia sobre o limite aceitável de resíduos na água e nos alimentos. A contaminação da água é o que mais chama a atenção, com a lei brasileira permitindo limite 5 mil vezes superior ao máximo que é permitido na água potável da Europa. No caso do feijão e da soja, a lei brasileira permite o uso no cultivo de quantidade 400 e 200 vezes superior ao permitido na Europa.

Esses são os resultados do estudo Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia, da pesquisadora Larissa Mies Bombardi, do Laboratório de geografia Agrária da Universidade de São Paulo. “Infelizmente, ainda não é possível banir os agrotóxicos. Por isso, é importante questionar por que o governo brasileiro não usa parâmetros observados no exterior”, afirma Bombardi, para quem a permissividade em relação à água “é uma barbárie”. Enquanto a União Europeia limita a quantidade máxima que pode ser encontrada do herbicida glifosato na água potável em 0,1 miligramas por litro, o Brasil permite até 500 vezes mais.

O Brasil tem, segundo o estudo, 504 agrotóxicos de uso permitido. Desses, 30% são proibidos na União Europeia – alguns há mais de uma década. Esses mesmos itens vetados estão no ranking dos mais vendidos. O acetato, tipo de inseticida usado para plantações de cítricos, é o terceiro da lista. Uma nota técnica da Anvisa citada no estudo de Lombardi mostra que o acetato causa a chamada “síndrome intermediária”. Entre os danos à saúde estão fraqueza muscular dos pulmões e do pescoço. Em crianças, o risco é mais acentuado. “A nossa legislação é frouxa no que diz respeito aos resíduos e à quantidade permitidos na União Europeia”, diz Bombardi.

Para Brian Garvey, da Universidade de Strathclyde, da Escócia, e orientador de Bombardi na pesquisa, as autoridades brasileiras “lavam as mãos da toxidade”.

<<<<<Continue a ler o Repórter Brasil>>>>>

 

Notícias vinculadas:

25/04/2017 - Justificando & Agrotóxicos, violações de direitos e estado de exceção

21/08/2017 - Scielo & Associação entre malformações congênitas e a utilização de agrotóxicos em monoculturas no Paraná, Brasil

29/08/2017 - Nature & Agricultural pesticide use and adverse birth outcomes in the San Joaquin Valley of California

06/10/2017 - De Olho nos Ruralistas & Agrotóxicos causam má-formação em bebês no Brasil e nos EUA, apontam estudos [Pesquisas mostram que tem aumentado risco de deformidades congênitas; abortos espontâneos no Paraná também estão relacionados ao uso de pesticidas] 

23/11/2017 - Brasil de Fato & Syngenta patrocina viagem de parlamentares ruralistas brasileiros à Suíça [Viagem ocorreu após proibição de uso no Brasil de substância produzida pela empresa transnacional] 

28/11/2017 - Rede Brasil Atual & No Brasil, um continente de monoculturas banhado em agrotóxicos [Atlas da Contaminação 2017, de Larissa Bombardi, da USP, descortina toda a violência silenciosa no campo brasileiro, que intoxica bebês e crianças, causa câncer e outras doenças, malformações e morte]

27/11/2017 - De Olho nos Ruraistas & Europa compra do Brasil comida produzida com agrotóxicos que ela proíbe

24/11/2017 - MPA & Nem pop, nem tec: agro é crise

1º/11/2017 - Diário Causa Operária & Latifundiários jogam agrotóxicos nas aldeias para atacar indígenas

https://www.youtube.com/watch?v=wWQLI-sAF_s

01/12/2017 - Justificando & Agrotóxicos: o setor econômico do veneno não dorme 

04/12/2017 - Brasil de Fato & Parlamentares brasileiros e o lobby da Syngenta [No dia 19 de setembro a Anvisa publicou um documento em que manifestou seu voto pela interdição do herbicida] 

04/12/2017 - Brasil de Fato & Agricultura da morte: estudo mostra que produtos brasileiros têm alto nível de veneno [Países da União Europeia (UE) são os que mais compram produtos agrícolas com agrotóxicos do Brasil] 

05/12/2017 - Brasil de Fato & Agrotóxicos como arma química: a permanente guerra agrária no Brasil
[Venenos agrícolas são usados como tática de guerra contra as comunidades quilombolas]

 

Veja também:  Facebook da Afisa-PR &  @AFISAPR da Afisa-PR