Afisa-PR

Opinião da Direx: o que os agricultores franceses acham da carne produzida pelos países do Mercosul?

Estão em discussão entre os agricultores franceses questões ligadas à vigilância e defesa sanitária animal e à saúde pública e segurança alimentar

Opinion de la Direx: Que pensent les agriculteurs français de la viande produite par les pays du Mercosur? & Des questions relatives à la surveillance et à la protection de la santé animale et à la sécurité alimentaire sont discutées parmi les agriculteurs français

 

 

Os agricultores franceses, infelizmente, tem razão para tantas cautelas. Para a Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) deveria haver medidas em andamento para elevar o nível de exigências da vigilância e defesa sanitária animal e da saúde pública e segurança alimentar.

Muito pelo contrário, pois o Senado discute a aprovação do projeto de lei 326/20161 de 2016 que, na prática, privatiza a fiscalização agropecuária pública, uma atividade exclusiva e típica de Estado e constitucionalmente não delegável à iniciativa privada. Este projeto de lei em questão também intenciona a revogação sumária do importantíssimo Decreto 5.571/2006 que assenta e organiza o Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (SUASA) sobre uma base pública. A Câmara discute a aprovação do projeto de lei 334/20152 que intenciona modificar a Lei 1.283/1950 para privatizar a fiscalização pública de produtos de origem animal.

Contra ambas medidas privaticionistas, a Afisa-PR manifestou suas preocupações, respectivamente, através das cartas 42 de 2016 e  66 de 2016. Evidentemente, não houve uma vírgula de satisfação à Afisa-PR por parte dos seus relatores.

Como não cabe ingenuidade nesse processo, é claro que o alvo das alterações legais em curso é a privatização da fiscalização agropecuária pública de produtos de origem animal, algo que concretizado impedirá, no âmbito do comércio estrangeiro, que as commodities agrícolas tenham confiabilidade e credibilidade e, no âmbito do comércio interno, impactará a saúde pública e segurança alimentar da brasileira.

No entanto, inconstitucionais e ilegais privatizações contra a fiscalização agropecuária pública de produtos de origem animal, através de "legislações próprias", já são uma equivocada realidade em alguns estados, como Santa Catarina, Paraná, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

 

Acordo União Europeia & Mercosul: O que os agricultores franceses temem?

Segundo a notícia Qu'est-ce que l'accord UE-Mercosur qui inquiète tant les agriculteurs? (por Julie Ruiz) do Le Figaro de 23 de fevereiro de 2018, "é a carne bovina produzida pelos países do Mercosul que cristaliza a ansiedade dos agricultores franceses". Estão em discussão entre os agricultores franceses, portanto, questões ligadas à vigilância e defesa sanitária animal e à saúde pública e segurança alimentar.

Os franceses não estão dispostos a jogar um double jeu (jogo duplo), na expectativa de, por exemplo, o Brasil "eleve" a qualidade da carne que produz. Obviamente, a "qualidade da carne" equivalente com as regras da União Europeia (UE) jamais será alcançada caso os projeto de lei 326/2016 e 334/2015 sejam aprovados, além das inconstitucionais e ilegais privatizações já levadas a cabo em alguns estados.

Para os agricultores franceses, a importação maciça desses produtos constituirá uma concorrência desleal e um risco para a saúde pública e segurança alimentar. O acordo contestado elevaria a cota de importação de carne bovina para 99 mil toneladas, fato que poderia "inundar o mercado com 30% de carne mais barata", o que, para os franceses, seria "uma verdadeira catástrofe para um setor em crise".

Em relação à questão da saúde, Patrick Bénézit, vice-secretário da FNSEA está indignado: "esses produtos [leia-se a carne produzida pelos países do Mercosul] são produzidos sob condições que seriam ilegais na França". Ele acrescenta: "Exigir que os agricultores franceses melhorem a qualidade e que os produtos brasileiros se desenvolvam é um jogo duplo que não estamos prontos para aceitar". Sobre este ponto, a UE afirma que "não coloca seu nível de exigência sanitária nas negociações da balança comercial. Com ou sem acordo, os requisitos de saúde europeus permanecem inalterados. O Mercosul tem que fazer isso para exportar para a Europa hoje e terá que fazê-lo no futuro. "Resta saber como esses requisitos podem ser controlados em grandes quantidades".

_________________________________

1 Projeto de lei do Senado 336/2016; autoria: Dário Berger (PMDB-SC);  Natureza: Norma geral; Assunto: Econômico - agricultura, pecuária e abastecimento; Ementa e explicação da ementa: Institui a Política Nacional de Defesa Agropecuária; Explicação da Ementa: "Institui a Política Nacional de Defesa Agropecuária, com a finalidade de proteção do meio ambiente, da economia nacional e da saúde humana"; relator atual: Ronaldo Caiado (DEM-MT).

2 Projeto de lei 334/2015; autor: Marco Tebaldi (PSDB-SC); Apresentação: 11/02/2015; Ementa: Altera o art. 4º da Lei nº 1283 de 18 de dezembro de 1.950, regulamentado pelo decreto nº 30.691 de 29 de março de 1952, que dispõe sobre a inspeção industrial e sanitária dos produtos de origem animal, e dá outras providências; Explicação da Ementa: Permite que Estados e Municípios realizem a inspeção sanitária de produtos de origem animal; Situação: Aguardando Parecer do Relator na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC); relator atual: Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

Atualizado em 20-11-2018 em 09:23

 

Notícias vinculadas:

13-4-2018 - Gazeta do Povo & Delator diz que deputado paranaense “queria mais dinheiro” na Carne Fraca; ouça [Daniel Gonçalves Filho, que fechou colaboração premiada na Carne Fraca, acabou citando o nome do deputado federal João Arruda (PMDB-PR), que nega]

23-3-2018 - Global Meat News & Irish farmers accuse EU of naivety [The Irish Farmers' Association (IFA) has accused EU trade commissioner Cecilia Malmström of being naive to believe that the Brazilians are going to conform to the rules in any Mercosur trade agreement with the EU, especially with regard to meeting EU standards on beef or other meat imports] 

17-3-2018 - Gazeta do Povo & Carne Fraca: “Eu tinha que fazer caixa com empresários para pagar deputado”, diz delator [“Eu estou aqui para cooperar, reconhecer meus crimes, meus erros, dizer que o Mapa tem bons profissionais, pessoas competentes, mas tem muita patologia, não só no Paraná, mas em todo Brasil. Envolve servidor público, empresário, político. Corrupção sistêmica”, disse ele. “Cito aqui o anexo 24 do acordo de colaboração premiada do Wesley Batista: ele afirma que a JBS pagava de R$ 1 mil a R$ 20 mil a todos os fiscais que trabalhavam nas plantas. E não são poucas plantas”, exemplificou Daniel]

25-2-2018 - JDD & Glyphosate, bio, plan loup : ce que dit Nicolas Hulot au JDD ["En l'état, ce traité n'est pas acceptable. Il serait trop préjudiciable, notamment pour nos agriculteurs et la France a des lignes rouges très claire", tranche Nicolas Hulot] 

25-2-2018 - Acordo Mercosul-UE é "inaceitável", diz ministro francês [Em uma entrevista concedida ao diário francês "Journal du Dimanche", neste domingo (25), o ministro francês da Transição ecológica, Nicolas Hulot, declarou que o tratado de livre-comércio entre a União Europeia e o Mercosul, formado por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, é inaceitável] 

24-2-2018 - RFI & Macron é vaiado no Salão da Agricultura de Paris [Os agricultores franceses, preocupados com um possível acordo comercial entre a União Europeia (EU) e o Mercosul, receberam com vaias neste sábado (24) Emmanuel Macron, em sua primeira visita como presidente ao Salão da Agricultura de Paris]

23-2-2018 - Le Figaro & Qu'est-ce que l'accord UE-Mercosur qui inquiète tant les agriculteurs? [FOCUS - Alors que les négociations reprennent aujourd'hui, les agriculteurs français espèrent profiter du Salon de l'agriculture pour faire entendre leur opposition à cet accord de libre-échange qui pourrait être signé d'un jour à l'autre]

22-2-2018 - RFI & Macron recebe agricultores indignados com acordo UE-Mercosul [O presidente francês, Emmanuel Macron, recebeu nesta quinta-feira (22) agricultores franceses preocupados com a conclusão de um acordo de livre comércio entre a União Europeia e o Mercosul. Os produtores rurais temem uma invasão de produtos brasileiros e argentinos, em especial carne]

21-2-2018 - RFI & Agricultores franceses protestam contra acordo UE-Mercosul [Milhares de agricultores protestaram nesta quarta-feira (21) em todo a França contra a possibilidade de um acordo de livre comércio entre a União Europeia e o Mercosul]

21-2-2018 - Le Parisien & Pourquoi les agriculteurs manifestent leur colère [Selon les organisateurs, quelque 20 000 agriculteurs ont manifesté mercredi dans près de 90 départements. Une délégation de jeunes sera reçue ce jeudi par Emmanuel Macron. Le point sur leurs revendications]

29-1-2018 - AgriLand & Mercosur: IFA rails against EU beef ‘sell-out’ in Brussels

20-1-2018 - Afisa-PR & O "HIMP" piorado que tenta privatizar a fiscalização agropecuária

6-12-2017 - Afisa-PR & Opinião da DIREX: Os bastidores nada republicanos [Os grotescos bastidores nada republicanos de uma atividade exclusiva e típica de Estado, indelegável ao setor privado e que deveria ter como obrigação institucional a preservação do interesse público em benefício da população] 

12-12-2017 - Unearthed Greenpeace & Leaked EU-Brazil trade deal documents raise Brexit environment fears [A new EU trade deal with South America gives the UK an idea of what to expect during Brexit trade negotiations]

7-12-2017 - Gazeta do Povo & Juiz da Carne Fraca envia citação a deputado federal do Paraná ao STF [Sérgio Souza (PMDB) foi citado por um dos réus da operação como beneficiário de uma “mesada” paga pelo esquema investigado] 

7-12-2017 - Estadão & Homem da JBS na Carne Fraca confessa corrupção à Justiça [Flávio Evers Cassou admite que pagava propina a fiscais do Ministério da Agricultura em depoimento a juiz federal Marcos Josegrei da Silva e decifre conversas cifradas e cita repasses a políticos do PMDB]

7-12-2017 - Gazeta do Povo & Carne Fraca: veterinário cita “mesada” a deputado do Paraná; assista

14-11-2017 - Carta Maior & Acordo entre Mercosul e União Europeia é pior que a ALCA [Acordo negociado sob estranha norma de confidencialidade traz enormes desvantagens, mas elas só afetariam os países do Mercosul.]

14-7-2017 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Opinião da DIREX: A fiscalização agropecuária estatal está sob ataque 

9-6-2017 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Produtos de origem animal: Relatório do Ministério da Agricultura aponta ilegalidade no SIE do Paraná

13-6-2017 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR)PLS 326/2016: Afisa-PR critica convocação de Caiado 

8-10-2016 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR)PLS 326/2016: Afisa-PR encaminhou carta ao seu relator no Senado 

31-10-2016 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & PLS nº 326 de 2016: "Modus operandi" importado? 

7-7-2016 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR)Contra o PL 334/2015, a Afisa-PR encaminha carta ao seu relator, deputado Onyx Lorenzoni

1-12-2015 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Grupo de trabalho apresenta proposta de reestruturação do SISBI/POA

 

Veja também o  Facebook da Afisa-PR e   @AFISAPR da Afisa-PR