Afisa-PR

As vulnerabilidades globais contra a exportação de carne

Os investidores da indústria da carne, se querem proteger seus ativos, devem exigir um maior progresso em questões como segurança alimentar, antibióticos e bem-estar animal. A Afisa-PR acrescenta à análise a imperiosa e inevitável promoção, por parte do Poder Público, de fiscalização agropecuária pública autônoma, real, plena e de excelência — e não a restrita à “propaganda de governos em turno”; prejudicada pela interferência da política partidária (nomeações de comissionados de confiança); minada pela ingerência do setor privado; adulteração da segurança alimentar como “lógica de mercado”; sucateada pela falta de investimento público adequado; falta de política pública de Estado eficiente, permanente e de longo prazo etc.

 

Crédito imagem: Medium Corporation

 

Em seu artigo The export factor: Investors warned of vulnerabilities in meat supply chain1 publicado na Medium em 15 de maio de 2018, Maria Lettini, diretora da Iniciativa FAIRR e ex-diretora das Américas dos Princípios para o Investimento Responsável, apoiados pela ONU, adverte que o setor da carne corre riscos comerciais, particularmente as proibições às exportações, e que esse fator não pode ser subestimado.

O mercado global da carne vale US$ 800 bilhões e é composto por uma “cadeia de suprimentos em labirinto” (“labyrinth supply chain”). Lettini cita como exemplo disso os mais de 700.000 bovinos franceses que a cada ano são embarcados para a Turquia e a Argentina que exporta mais de 55 milhões de bovinos para todo o mundo. Os matadouros intermediários processam a carne em um país antes de exportá-la para outro país a venda. Os perigos deste tipo de cadeia de fornecimento global vieram à tona no início deste mês, quando foi revelado que, nos últimos dois anos,  mais de 5.000 ovelhas morreram de estresse por calor enquanto eram transportadas da Austrália Ocidental para o Catar.

Para Lettini, certamente merecem mais investigações por parte dos investidores da exploração dos animais os exemplos recentes de proibições de exportação em transações pecuárias globais e seus principais impulsionadores de fatores potencialmente destrutivos.

Para ela, talvez, o maior problema na proibição das exportações de carne seja o da segurança alimentar. Segundo ela, as ações da maior exportadora de aves do mundo, a brasileira BRF, despencaram no mês passado (6%) depois que a União Europeia proibiu a exportação de carne de frango processada contra três de suas plantas. “Seus frigoríficos foram alvos de uma investigação por parte das autoridades brasileiras relacionada às supostas ações da sua administração para escapar de controles de segurança alimentar e ocultar níveis de salmonela em sua carne” (“The plants were targets of an investigation by Brazilian authorities related to alleged actions by BRF management to escape food safety checks and conceal levels of salmonella in its meat”).

Segundo uma associação brasileira de produtores de aves, nos últimos dez anos, mais de cinco milhões de toneladas de carne de frango foram exportadas para a União Europeia, e uma proibição mais ampla será devastadora para os produtores de carne de frango do Brasil.

Lettini afirma que esta não é a primeira vez que os produtores de carne do Brasil são duramente atingidos por uma proibição de exportação. No ano passado, o escândalo da carne podre (“rotten meat scandal”) provocou protestos dos consumidores, inúmeras proibições à importação de carne bovina brasileira e uma queda de “apenas 11% no preço das ações da maior processadora de carnes do mundo, a JBS” (“a single-day fall of 11% in the share price of the world’s largest meat processor JBS”). A empresa também foi forçada a interromper o processamento de carne bovina em todas as suas 36 fábricas, com exceção de três. A queda foi semelhante para a BRF, “que viu sua queda no preço das ações em 7%, quando o escândalo emergiu” (“which saw its share price drop by 7% as the scandal emerged”).

Para Lettini, a dependência da indústria da carne em antibióticos aumenta risco de proibição de exportação, que implica a resistência aos antibióticos, é outra questão que traz consigo a perspectiva de que empresas de carne com baixo desempenho sejam alvos de proibições de exportação. A resistência contra o uso abusivo dos antibióticos é hoje uma das maiores ameaças à saúde global, já estimada em cerca de 700.000 mortes a cada ano, por isso, os governos estão cada vez mais introduzindo legislações  que visem restringir animais com altos níveis de antibióticos de importância médica. Somente em 2016, os EUA recusaram 133 linhas de entrada de camarão importado da Ásia devido à contaminação com antibióticos proibidos.

Enquanto isso, estima-se que a legislação da União Europeia que proíbe a importação de carne em que antibióticos foram usados ​​como “agentes de crescimento”, tenha custado US$ 100 milhões por ano às exportações de carne bovina norte-americana. Como a legislação contra o uso de antibióticos fica cada vez mais apertada, isso não é uma boa notícia para os produtores de carne que não conseguem reduzir o uso de antibióticos para prevenir doenças ou promover o crescimento em animais.

Outra questão que chama a atenção é a proibição de celas de gestação (gestation crates) que trará  grandes perdas, pois, finalmente, o bem-estar animal é outro componente sério que pode provocar restrições comerciais. Em particular, o caso de celas de gestação, isto é, espécie de barracas que mantêm as porcas enjauladas para que não possam se mover durante a gravidez. As caixas de gestação foram proibidas em 1999 no Reino Unido por razões de crueldade. Em 2013 a União Europeia seguiu o exemplo britânico. Alguns estados dos EUA agora também proíbem o seu uso.

Nos EUA, o impacto de uma proibição mais ampla das celas de gestação pode ser significativo para seu setor de carne suína. Estimativas sugerem que as perdas da indústria da carne variam entre US $ 1,87 bilhão e US $ 3,24 bilhões caso seja implementada a proibição de celas de gestação. Lettini diz que “se o mercado enxergar uma queda na produtividade ao longo da vida das [produtoras de animais] fazendas, os custos poderiam mais que dobrar, para US $ 7,3 bilhões”. Por outro lado, caso as nações ou blocos comerciais imporem uma proibição à carne suína dos EUA, por permitir o uso de celas de gestação, sua indústria da carne suína sofrerá grandes perdas.

Outro alerta de Lettini é a de que as proibições de exportação de carne têm o potencial de destruição econômica muito rápido e em grande escala, e os produtores de carne que não lidam com esse risco potencial estão em situação vulnerável. Para ela, o setor de alimentos — e mais especificamente a indústria da carne — deve prestar atenção às ameaças impostas por potenciais proibições de exportação ou arriscar um possível golpe nos seus lucros. Finalmente, Lettini afirma que os investidores do setor também podem desempenhar um papel na proteção de seus ativos, exigindo maior progresso da indústria e das empresas em questões como segurança alimentar, antibióticos e bem-estar animal.

A Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afias-PR) acrescenta à análise de Maria Lettini a imperiosa e inevitável promoção, por parte do Poder Público, de fiscalização agropecuária de excelência — e não a que só existe na “propaganda de governos de plantão”, prejudicada pela interferência da política partidária (nomeações de comissionados de confiança), enfraquecida pela ingerência do setor privado, adulteração da segurança alimentar como “lógica de mercado”, falha pela ausência de adequado investimento público, não eficiente pela falta de política de Estado permanente e de longo prazo etc.

 

Criadores de gado dos EUA ainda usam antibióticos que são cruciais para a saúde humana

Segundo a notícia US farms still using antibiotics which are 'crucial' for human health do Sustain de 24 de setembro de 2018, os resultados dos testes de amostras de carne mostraram que antibióticos poderosos, que deveriam ser reservados para a saúde humana, estão sendo usados ​​em fazendas de gado em todo os EUA, apesar de no ano passado terem sido introduzidas regras para limitar sua utilização.

O jornal The Guadian relata que testes feitos em milhares de amostras de carne pelo Food Safety and Inspection Service (FSIS) do United States Department of Agriculture (USDA), mostram que não houve redução na quantidade do uso de antibióticos, desde que os novas regras entraram em vigor em janeiro de 2017. As novas regras da Food and Drug Administration (FDA) proíbem usar antibióticos apenas para engordar os animais; prática que era comum em fazendas industriais de criação.

Segundo a notícia, é importante que os antibióticos não sejam rotineiramente usados ​​em animais (e, portanto, ingressem na cadeia alimentar da população), porque aumenta a resistência humana aos antibióticos. Os produtores de carne responderam ao jornal britânico The Guardian "alertando que as restrições aos antibióticos poderiam pôr em risco o bem-estar animal". Um porta-voz do North American Meat Institute disse: "Os resíduos de antibióticos são extremamente raros e a carne é segura. Fazer quaisquer outras conclusões abrangentes de saúde pública a partir dos dados de teste de resíduos é inadequado e irresponsável". No entanto, médicos especialistas grupos de pressão contra o uso indiscriminado de antibióticos afirmam que as descobertas do FSIS mostraram que é preciso fazer mais e as empresas de carne devem pressionar os criadores a reduzirem o uso de antibióticos.

A Sustain co-fundou a Save Our Antibiotics que promove campanhas para impedir o uso excessivo de antibióticos na criação de animais. A notícia também disponibiliza a comparação entre o uso de antibióticos em animais entre as fazendas de criação do Reino Unido e dos EUA.

______________

1 Artigo publicado pela primeira vez na revista IR Magazine.

Modificado em 21-11-2018em 09:19

 

Notícias vinculadas:

23-11-2018 - RFI & Reportagem revela existência de transgênicos proibidos em animais para abate na Europa [Uma matéria investigativa feita pelo jornal Le Monde mostrou que a vitamina B2, um aditivo proibido pela UE, foi encontrado em grandes quantidades em alimentos para porcos, frangos e gado para abate. Conhecida como riboflavina, ela é produzida por uma cepa geneticamente modificada de uma bactéria, conhecida como Bacillus Subtilis KCCM-10445]

13-11-2018 - RFI & Imagens chocantes de animais cortados vivos provocam fechamento de abatedouro na França [O ministro da Agricultura da França, Didier Guillaume, solicitou neste sábado (3) às autoridades da região de Indre, no centro do país, a suspensão "imediata, como medida de precaução" da atividade do matadouro municipal de Boischaut após a difusão por um vídeo chocante da L214, conhecida associação francesa que luta pelos direitos dos animais, confirmando os abusos contra o rebanho no local]

 
8-11-2018 - The Poultry Site & California votes: hens must be cage-free by 2022 [California voters overwhelmingly approved a measure Tuesday requiring that all eggs sold in the state come from cage-free hens by 2022]
 
s/d - AP News & California makes cage-free hens a state law [California voters overwhelmingly approved a measure Tuesday requiring that all eggs sold in the state come from cage-free hens by 2022. Proposition 12 also bans the sale of pork and veal in California from farm animals raised in cages that don’t meet the new minimum size requirements. That means the Golden State’s new rules will apply to farmers nationwide whose eggs, veal and pork are sold in California]
 
27-10-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & UE: eurodeputados aprovam proposta de regulamento que limitará o uso de antibióticos em animais [Importações de produtos de origem animal pela União Europeia (UE): contra a proliferação das superbactérias, proposta de regulamento do Parlamento Europeu e do Conselho impedirá o uso de antibióticos "como promotores de crescimento" em animais de criação. A UE, com essa medida, alerta os países altamente dependentes de exportação da carne e seus derivados, notadamente, os que "compensam sua pecuária de baixa qualidade" & EU: MEPs approve proposal for a regulation that will limit the use of antibiotics in animals & Imports of products of animal origin by the European Union (EU): Against the proliferation of Superbacteria, proposal for a regulation of the European Parliament and of the Council will prevent the use of antibiotics "as growth promoters" in breeding animals. The EU, with this measure, alerts highly dependent countries of exporting meat and its derivatives, notably those that "compensate for low-quality livestock"]
 
26-10-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Segurança alimentar: alimentos inseguros custam US$ 110 bilhões por ano aos países de baixa e média renda [Estudo do Banco Mundial: seu economista agrícola líder e co-autor do estudo, Steven Jaffee, afirmou que os governos dos países de baixa e média renda — caso do Brasil, citado nesse estudo — precisam ser mais inteligentes para investir em segurança alimentar e monitorar o impacto das intervenções que fazem & Food security: Unsafe food costs US $110 billion per year to low and middle-income countries & World Bank Study: it´s leading agricultural economist and co-author, Steven Jaffee, said the governments of the low-and middle-income countries — the case of Brazil, cited in this study — need to be smarter to invest in food security and Monitor the impact of interventions that make]
 
19-10-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & União Europeia (UE): novo relatório questiona modelo de criação intensiva de frango [Para o Eurogroup for Animals, um novo relatório da AgriBusiness Consulting, é "um argumento convincente para repensar completamente o modelo de criação intensiva de frango que predomina na União Europeia (UE) e que ameaça a saúde pública, polui o meio ambiente e pouco faz para respeitar o bem-estar animal". A criação intensiva de frango vincula-se à resistência de importantes bactérias a múltiplas substâncias antibióticas &European Union (EU): new report Questions intensive chicken farming model & For Eurogroup for Animals, a new report by AgriBusiness Consulting, is "a strong argument to completely rethink the intensive chicken farming model that predominates in the European Union (EU) and threatens public health, pollutes the environment and Little does to respect animal welfare." Intensive chicken breeding is linked to the resistance of important bacteria to multiple antibiotic]
 
19-10-2018 - Poultry World & Intensive broiler farming, rise in antimicrobial resistance [Intensive broiler rearing practices in the EU is contributing to the rise in antimicrobial resistance in bacteria of zoonotic importance, a new report has claimed]
 
Outubro/novembro/2018 - Food Safety Magazine & Antibiotic-Free Production and Broiler Chicken Meat Safety
 
18-10-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & EUA: surto de Salmonella resistente a antibióticos e contestado déjà vu como "política de segurança alimentar" [Lições a serem aprendidas: é preciso pode contar com uma fiscalização agropecuária pública plena e de excelência; é preciso valorizar o fiscal agropecuária público; é preciso contestar a inconstitucional e ilegal privatização em detrimento da fiscalização pública de produtos de origem animal — já levada a cabo em alguns estados, inclusive, no Paraná — e é preciso resguardar a segurança alimentar da população]
 

18-10-2018 - Food Safety News & Lawmaker says new outbreak shows USDA, poultry industry need to act [Five years after U.S. representatives wrote to the USDA about the agency’s “unacceptable” response to Salmonella outbreaks traced to chicken, one of the lawmakers says déjà vu is not acceptable as a food safety policy]

17-10-2018 - Food Safety News & Raw chicken sickens 92 with antibiotic-resistant Salmonella [Federal official are investigating an outbreak of antibiotic-resistant Salmonella that has sickened at least 92 people and had been traced to raw chicken from multiple sources and sold under various brands]

16-10-2018 - Eurogroup for Animals & New report demonstrates detrimental impacts of intensive broiler chicken farming on public health and the environment, besides animal welfare [A new report of AgriBusiness Consulting makes a compelling case for a complete rethinking of the industrial intensive chicken production model that predominates in the EU and that threatens public health, pollutes the environment, and does little to respect animal welfare]

9-10-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & União Europeia (UE): novo relatório questiona modelo de criação intensiva de frango [Para o Eurogroup for Animals, um novo relatório da AgriBusiness Consulting, é "um argumento convincente para repensar completamente o modelo de criação intensiva de frango que predomina na União Europeia (UE) e que ameaça a saúde pública, polui o meio ambiente e pouco faz para respeitar o bem-estar animal". A criação intensiva de frango vincula-se à resistência de importantes bactérias a múltiplas substâncias antibióticas]

19-10-2018 - Poultry World & Intensive broiler farming, rise in antimicrobial resistance [Intensive broiler rearing practices in the EU is contributing to the rise in antimicrobial resistance in bacteria of zoonotic importance, a new report has claimed]

16-10-2018 - Eurogroup for Animals & New report demonstrates detrimental impacts of intensive broiler chicken farming on public health and the environment, besides animal welfare [A new report of AgriBusiness Consulting makes a compelling case for a complete rethinking of the industrial intensive chicken production model that predominates in the EU and that threatens public health, pollutes the environment, and does little to respect animal welfare]

12-10-2018 - The Bureau of Investigative Journalism & World’s biggest animal drugs company sells antibiotics to fatten livestock in India despite superbug risk [The world’s largest animal drugs company has been accused of double standards and of fuelling the development of superbugs by selling antibiotics to farmers in India for purposes now banned in Europe and America]

10-10-2018 - Poultry World & Global Coalition for Animal Welfare launched [Seven multi-national food companies have this week launched the Global Coalition for Animal Welfare with the aim of providing a roadmap for change next year]

5-10-2018 - Poultry World & EC to take action on broiler welfare [EU Internal Market and Industry Commissioner Elizabeth Bienkowska has committed the European Commission to develop more animal welfare indicators and promote funding to higher welfare chicken farming subsidies through the Common Agricultural Policy]

27-9-2018 - Sustain & Government plans to avoid EU ban on farmers using preventative antibiotics [The Alliance to Save Our Antibiotics - convened by Sustain, Compassion in World Farming and the Soil Association - expresses dismay at plans for the UK to continue to allow routine use of farm antibiotics after Brexit, despite an imminent EU-wide ban on this dangerous practice]

 

Credito imagem: Pexels

 

24-9-2018 - Sustain & US farms still using antibiotics which are 'crucial' for human health [Meat sample tests show that powerful antibiotics which should be reserved for human health are being used on livestock farms across the US despite rules being brought in last year to limit their use]

19-9-2018 - The Guardian & Crucial antibiotics still used on US farms despite public health fears [Tests at meat packing plants show no reduction in drugs, a year after new rules to clamp down on overuse]

12-9-2018 - Rede Brasil Atual & Exportar animais vivos é cruel. E mau negócio para o Brasil ["Animais vivos são exportados porque pequena parcela de pecuaristas deseja lucrar base na tortura e sofrimento deles, o que é proibido por lei", diz advogada. E o país ainda perde empregos e arrecadação]

7-9-2018 - Food Safety News & FSA study reveals antibiotic-resistant bacteria levels in pork and chicken

12-7-2018 - GlobalMeat & EMS Rural Exports 'suspended' in ongoing Australia sheep scandal [Australia's Department of Agriculture and Water Resources has suspended the live export licence of a second livertock compny as the sheep scandal eidens]

19-6-2018 - Sustain & Big pharmaceutical companies are using social media campaigns to muddy the waters on overuse of antibiotics in farming [Big pharmaceutical companies are using social media campaigns to muddy the waters on overuse of antibiotics in farming] 

7-6-2018 - GlobalMeat & Eastern Europe discusses antibiotic resistance

15-5-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & União Europeia (UE) publicou o Regulamento de Execução (UE) 2018/700 contra a carne do Brasil [O Anexo do Regulamento de Execução (UE) 2018/2017 discrimina a relação dos frigoríficos brasileiros que deixaram de se enquadrar no art. 12 do Regulamento (CE) nº 854/2004 da União Europeia, portanto, impedidos de exportar carne. O Estado do Paraná, líder na produção de carne de frango, é o maior prejudicado!]

15-5-2018 - Medium Corporation & The export factor: Investors warned of vulnerabilities in meat supply chain

4-5-2018 - Global Meat News & Antibiotic reduction in Danish pig industry

8-3-2018 - Global Meat News & Danish pork industry works on antibiotic-free pork production

5-3-2018 - Sustain & Resistance to banned antibiotics found in EU meat [A resistance to antibiotics that are needed to treat serious diseases in humans has been found in meat in the food chain according to a European Union summary report on antimicrobial resistance in humans, animals and food]

4-3-2018 - Instituto Humanitas Unisinos (IHU) & O abate de animais no Brasil alimenta uma cadeia monstruosa de ilicitudes jurídicas, ambientais, sanitárias e éticas (Entrevista especial com Frank Alarcón) [Há mais de cinco anos o Brasil exporta animais vivos para abate e o auge dessa prática ocorreu entre 2013 e 2014, "quando as exportações de gado em pé somaram 1,3 milhão de animais embarcados para venda", informa o biólogo Frank Alarcón na entrevista a seguir, concedida por e-mail à IHU On-Line. Segundo ele, de acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços, no ano passado "a exportação de gado vivo atingiu um total de 400,66 mil animais exportados — um volume 41,9% maior que aquele registrado no ano de 2016" e os principais compradores do gado brasileiro foram Turquia (55,2% do total), Egito (13,29%), Líbano (9,6%) e Jordânia (9,5%)]

8-2-2018 - The Guardian & Huge levels of antibiotic use in US farming revealed [Concerns raised over weakened regulations on imports in potential post-Brexit trade deals]

30-1-2018 - The Bureau of Investigative Journalism & A game of chicken: how Indian poultry farming is creating global superbugs

30-1-2018 - The Bureau of Investigative Journalism & Six things to know about the global superbug crisis - in charts

17-3-2017 – The Intercept Brasil & Brasil se assusta com carne que chega a sua mesa, mas fecha os olhos para discussão sobre abate [Enquanto a Operação Carne Fraca assusta os brasileiros sobre a péssima qualidade da carne que chega a sua mesa, alguém questiona a forma como os animais são abatidos neste processo? Em geral, se a criação e o abate seguem ou não a Lei de Proteção Animal e se o gado sofre ou não maus-tratos não são preocupações que costumam passar pela cabeça dos consumidores]

20-11-2016 - BBC Brasil News & O mundo está à beira de um apocalipse dos antibióticos? [Todo ano, pelo menos 700 mil pessoas morrem de infecções resistentes a medicamentos]

17-1-2014 – The Guardian & Death at sea of 4,200 Australian sheep prompts new call for live exports ban [Department of Agriculture finds the sheep died largely from heat stress on a ship bound for Qatar and the United Arab Emirates] 

 

Veja também o  Facebook da Afisa-PR e   @AFISAPR da Afisa-PR