Brasil de Fato

Le Monde denuncia práticas irregulares da Monsanto

Em artigo investigativo, jornal afirma que para salvar o glifosato, a empresa usa de práticas ilícitas 

 

 

Em artigo de nove páginas, jornalistas do Le Monde apresentam uma trama digna de filmes hollywoodianos. A descoberta que o glisofato, principal componente do Roundup, pesticida da Monsanto é "provavelmente cancerígeno" irritou bastante a multinacional. Utilizado há mais de quarenta anos, o glifosato entra na composição de nada menos de 750 produtos comercializados por uma centena de empresas, em mais de 130 países.

Disponível no mercado desde 1974, seu uso passou de 3 mil toneladas por ano para 825 mil toneladas em 2014. Para defender seu principal produto, a empresa estaria se valendo de intimidação, espionagem e tráfico de influência. 

Leia o artigo na íntegra abaixo

 "Já fomos atacados no passado, já sofremos campanhas de difamação, mas somos desta vez o alvo de uma campanha orquestrada, de amplitude e duração inéditas." Essas foram as palavras iniciais de Christopher Wild  diretor do Centro Internacional de Pesquisas sobre o Câncer (CIRC).

Christopher Wild pesou cada palavra com uma gravidade à altura da situação. Há dois anos, inúmeros ataques foram feitos à instituição que ele dirige: a credibilidade e a integridade de seu trabalho são desafiadas, seus especialistas difamados, pressionados por meio de advogados, seus financiamentos fragilizados. Encarregada há cerca de meio século, sob os auspícios da Organização Mundial da Saúde (OMS), de fazer o inventário das substâncias cancerígenas, a venerável agência começa a vacilar sob o assalto.

<<<<<Continue a ler no Brasil de Fato>>>>>

Modificado em 9-9-2018 em 13:05

 

Notícias vinculadas:

International Agency for Research on Cancer (IARC)/World Health Organization & Some Organophosphate Insecticides and Herbicides Volume 112 [IARC Monographs on the Evaluation of Carcinogenic Risks & IARC’s monograph volume 112 evaluated glyphosate and four other herbicides by reviewing the published, peer-reviewed scientific literature available and classifying it as a "probable carcinogen". It was published in March 2015]

16-9-2018 - Sustainable Pulse & Glyphosate Industry Fails to Stop US Funding for Global Cancer Agency [In a massive victory for independent science, it was announced Sunday that the U.S. Senate and Congress appropriations committees have deleted text from a controversial Bill, which would have cut all the U.S. funding to the International Agency for Research on Cancer (IARC), after they challenged the chemical industry by classifying the world’s most used herbicide, glyphosate, as a probable human carcinogen in 2015] 

15-9-2018 -  Natural Resources Defense Council (NRDC) & Win! IARC, Global Cancer Agency Fends Off Industry Attack

11-7-2018 & Brasil de Fato & Monsanto vai a julgamento nos EUA por agrotóxico cancerígeno [Composto à base de químico glifosato corresponde a 50% do mercado brasileiro de agrotóxicos]

3-6-2017 - Le Monde & "Monsanto Papers": les leçons d'une enquête [Editorial. Attaqué par Monsanto, le Centre international de recherche sur le cancer (CIRC) devrait, a contrario, servir de modèle à une refonte en profondeur de l’expertise européenne]

8-3-2016 - Sustainable Pulse & WHO’s Cancer Agency Publishes Clear Q&A on Glyphosate [The World Health Organization’s cancer agency IARC has published a clear Q&A on the probable carcinogen and World’s most used herbicide – glyphosate. The Q&A makes it clear that glyphosate alone is both a probable human carcinogen and is genotoxic]

 

Veja também o  Facebook da Afisa-PR e   @AFISAPR da Afisa-PR