Afisa-PR

Opinião da DIREX: a 'promessa' de fiscalização agropecuária pública de 'Primeiro Mundo'...

É preciso fiscalização agropecuária pública (e não privatizada) autônoma, real, plena e de excelência para garantir confiabilidade e credibilidade perante os importadores de commodities agrícolas mundo afora 

 

 

É preciso fiscalização agropecuária pública (e não privatizada) autônoma, real, plena e de excelência para garantir confiabilidade e credibilidade perante os importadores de commodities agrícolas mundo afora. Para uma noção do difícil contexto por que passa essa fundamental e importantíssima atividade do serviço público, o o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (ANFFA Sindical) reivindica a nomeação, através de concurso público, de 1.500 auditores fiscais federais agropecuários para atender adequadamente a fiscalização pública de produtos de origem animal.

Segundo a notícia Setor público vai parar com apagão fiscal de Temer do Brasil 247 de 30 de julho de 2017, "O apagão fiscal de Michel Temer e Henrique Meirelles pode para o setor público do Brasil já em agosto; sem receitas para garantir o cumprimento da meta fiscal de 2017, a dupla afundou o Brasil no maior rombo fiscal de sua história; falta dinheiro não apenas para manter serviços básicos prestados à população, mas também para o pagamento de contas; os atrasos são generalizados e pode haver uma paralisia total, o chamado shutdown, por falta de verbas; emissão de carteiras de trabalho, controles de fronteiras, postos do INSS e verbas para educação, incluindo o funcionamento das universidades federais, já estão sendo afetados; nem mesmo a operação de distribuição de água para municípios afetados pela seca no Nordeste por meio da contratação de 6 mil carros-pipa foi poupada".

Segundo a notícia Com aperto no Orçamento, órgãos públicos correm risco de paralisia total a partir desta semana (por Martha Beck, Geralda Doca, Manoel Ventura e Renata Mariz) do O Globo de 30 de julho de 2017, afirma que o "aperto no Orçamento" fará com que os órgãos públicos tenham risco de "paralisia total a partir desta semana" e que a falta de receitas que garanta o "cumprimento da meta fiscal de 2017", ou seja, "de déficit primário de R$ 139 bi", o dream team da Economia já foi obrigado "a contingenciar quase R$ 45 bi".

A persistir esse difícil contexto em prejuízo da fiscalização agropecuária pública, especialmente, de falta de investimento público, não é difícil prever que, infelizmente, ocorrerão novas proibições contra as commodities agrícolas do país.  

Modificado em 8-11-2018 em 12:51

 

Matéria vinculada: 

26-10-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Segurança alimentar: alimentos inseguros custam US$ 110 bilhões por ano aos países de baixa e média renda [Estudo do Banco Mundial: seu economista agrícola líder e co-autor do estudo, Steven Jaffee, afirmou que os governos dos países de baixa e média renda — caso do Brasil, citado nesse estudo — precisam ser mais inteligentes para investir em segurança alimentar e monitorar o impacto das intervenções que fazem & Food security: Unsafe food costs US $110 billion per year to low and middle-income countries & World Bank Study: it´s leading agricultural economist and co-author, Steven Jaffee, said the governments of the low-and middle-income countries — the case of Brazil, cited in this study — need to be smarter to invest in food security and Monitor the impact of interventions that make]

 

Veja também o  Facebook da Afisa-PR e   @AFISAPR da Afisa-PR