"The Australian": Reportagem aponta para estado caótico da inspeção de carne privatizada da Austrália

 

Afisa-PR

The Australian: Reportagem aponta para estado caótico da inspeção de carne privatizada da Austrália 

"Muito tempo e esforço é desperdiçado tentando encontrar uma solução para uma situação, quando a resposta está bem debaixo do nariz – um retorno à inspeção governamental completa." - Wenonah Hauter, diretora executiva do Food & Water Watch

 

 

À época da reportagem do jornal australiano “The Australian”, em um artigo intitulado “Export Quality Fears Over Meat Inspection Privatisation”,  a diretora executiva do Food & Water Watch, Wenonah Hauter, sustentou que essa reportagem apontava o para o estado caótico do sistema de inspeção de carne Austrália depois que o governo a privatizou.

A reportagem do “The Australian” discorre sobre a crescente confusão sobre como a carne é inspecionada na Austrália. Para Hauter, o artigo afirma uma vez mais a necessidade de se revogar o estatuto americano de equivalência para a carne australiana e manter pública a inspeção da carne nos Estados Unidos.

Leia mais:"The Australian": Reportagem aponta para estado caótico da inspeção de carne privatizada da...

Inspeção privatizada de carne avícola nos EUA: A verdade sobre a chocante 'norma do frango'

Afisa-PR

Inspeção privatizada de carne avícola nos EUA: A verdade sobre a chocante 'norma do frango'

Segurança alimentar: A chocante 'norma do frango' nos EUA! É isso que certas autoridades querem impor ao Brasil?

 

 

Nos EUA, cada vez mais carne avícola são processadas em frigoríficos com pouca fiscalização do governo. Em 26/05/2015, o Food & Water Watch alertou, através da notícia "The Dirty Truth about the Filthy Chicken Rule" (More and more poultry comes from plants with very little government inspection. How can you be sure you’re serving poultry that’s safe to eat?), que os norte-americanos não podem mais ter a certeza de que é seguro se alimentar de carne avícola.   

O Food & Water Watch alerta que a carne avícola originária de frigoríficos com fiscalização privatizada é mal inspecionada, portanto, põe em risco a saúde das pessoas em virtude das doenças transmitidas pelos alimentos. Esse risco alimentar decorre do novo sistema nacional privaticionista de inspeção do abate de aves, preconizado e implementado pelo U. S. Department of Agriculture (USDA) chamado National Poultry Inspection System (NPIS). Muitas marcas populares que os americanos compram nos supermercados são processadas em frigoríficos que operam sob o NPIS. No sistema de "fiscalização" privada, as responsabilidades de inspeção, que antes eram confiadas aos experientes fiscais governamentais do USDA, foram transferidas aos empregados dos próprios frigoríficos.

Leia mais:Inspeção privatizada de carne avícola nos EUA: A verdade sobre a chocante 'norma do frango'

EUA: Fiscais aposentados do USDA compartilham suas preocupações diante da proposta de privatização da fiscalização do abate de suínos

 

Afisa-PR

EUA: Fiscais aposentados do USDA compartilham suas preocupações diante da proposta de privatização da fiscalização do abate de suínos

Segurança alimentar: Fiscais agropecuários aposentados dos EUA preocupam-se com a privatização do abate de suínos

 

 

Segundo a notícia divulgada pelo "Food Safety News" intitulada "Retired USDA Inspectors Share Concerns About HIMP Project", Joe Ferguson é fiscal aposentado do U.S. Department of Agriculture (USDA) & Food Safety and Inspection Service (FSIS) e passou mais de 23 anos em operações de fiscalização e monitoramento nas plantas de processamento de carne de suínos, inspecionando carcaças para detectar sinais de qualquer coisa que pudesse traduzir em um problema de segurança alimentar, em particular, de contaminação por Salmonella.

Leia mais:EUA: Fiscais aposentados do USDA compartilham suas preocupações diante da proposta de privatização...

EUA: Revelado os tenebrosos bastidores da privatização da inspeção do abate de aves

Afisa-PR

EUA: revelados os tenebrosos bastidores da privatização da inspeção do abate de aves

Nos EUA os tenebrosos bastidores da "inspeção" privatizada do abate de aves! É esse "modelo" que as certas autoridades e parlamentares querem impor à população brasileira? 

 

 

 

Em 9 de janeiro de 2015 o Food & Water Watch na reportagem "Is FSIS Rewarding Past Bad Actors With Less Oversight?" (Por Tony Corbo), alertou para o crítico  sistema de "inspeção" privada no abate de aves dos EUA, chamado de New Poultry Inspection System (NPIS).

O NPIS reduziu o número de fiscais do U. S. Departament of Agriculture (USDA) & Food Safety and Inspection Service (FSIS) nas plantas de abate de aves em prejuízo das inspeções nas linhas de processamento e as responsabilidades dos fiscais governamentais "foram transferidas" aos empregados pagos pelos frigoríficos. 

Sob o privaticionista NPIS não há mais fiscais governamentais do USDA designados para atender o "fim da linha" e "fora da linha de abate". O último fiscal governamental no "fora da linha de abate" tinha a missão de realizar as atividades que garantiriam a segurança alimentar dos norte-americanos. Nas plantas de abate de aves, havia um fiscal governamental do USDA para avaliar 2,33 aves por segundo. Nas instalações de abate de peru, havia um fiscal governamental na linha de processamento para inspecionar uma carcaça de peru por segundo. O USDA originalmente estimou que cerca de 800 vagas de fiscais governamentais seriam eliminadas assim que o NPIS fosse totalmente implementado, porém, à época da reportagem do Food & Water Watch, argumentou que esse sistema permitiria que os fiscais restantes teriam condições de "mais checagens sanitárias e microbiológicas em cada planta de abate".

Leia mais:EUA: Revelado os tenebrosos bastidores da privatização da inspeção do abate de aves

EUA: 60 congressistas pedem que o USDA atrase a nova regra de inspeção privada no abate de suínos

Afisa-PR

EUA: 60 congressistas pedem que o USDA atrase a nova regra de inspeção privada no abate de suínos 

Segurança alimentar:Congressistas americanos podem moratória contra a privatização do abate de suínos

 

 

Em 20/01/2016 o Food Safety News divulgou a notícia "Sixty Democrats ask Vilsack to delay new hog slaughter rule" (por Dan Flynn), a informar que 60 congressistas do Congresso dos Estados Unidos têm influenciado, com suas opiniões, pela alteração do sistema de inspeção de abate de suínos desse país. Os congressistas pedem ao seu secretário de agricultura o atraso da expansão do Inspection Models Project (HIMP).

O HIMP é o "modelo" de autofiscalização privada que é experimentado em cinco plantas piloto de abate de suínos que há 20 anos  atuam sob regime de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) e monitoramento do United States Department of Agriculture (USDA) & Food Safety and Inspection Service (FSIS).

Leia mais:EUA: 60 congressistas pedem que o USDA atrase a nova regra de inspeção privada no abate de suínos