Quem são os burros nessa história?

 

 

Via o Jornal GGN o jornalista Luis Nassif sustenta o nível de emburrecimento nacional. Trata-se da Operação Carne Fraca. Diz o jornalista: "Mas, não. O bate-bumbo criou uma enorme vulnerabilidade para toda a carne exportada pelo país. Os anos de esforços gerais para livrar o país da aftosa, conquistar novos mercados, abrir espaço para as exportações ficaram comprometidos pelo exibicionismo irresponsável desse pessoal".

Ora, não se pode analisar o o caso tão somente sob o aspecto econômico e monetário.

A fiscalização agropecuária tutelada pelo Estado está falida!

Leia mais:Quem são os burros nessa história?

Escândalo da carne podre e batizada? Nenhuma novidade!

 

 

Escândalo da carne podre e batizada? Nenhuma novidade!

 

Os concorrentes já alertavam: FSIS/USDA dos EUA aponta falhas significativas na inspeção de produtos de origem animal no Brasil. Os concorrentes, agora, tratarão de fazer pressão para barrar a carne tupiniquim, lógico, evidente e com razão.

É inútil jogar a culpa na Polícia Federal ou no fiscal agropecuário que cumpriu sua obrigação quando honrou o serviço público ao denunciar esse monstruoso esquema que impacta a segurança alimentar da população brasileira. Não é apenas o dinheiro que está em jogo. É algo muito maior: é a saúde da população brasileira!

Leia mais:Escândalo da carne podre e batizada? Nenhuma novidade!

Substância usada para "maquiar" a carne podre pode ser causar câncer

 

 

De Olho nos Ruralistas

“Carne Fraca”: substância usada para “maquiar” apodrecimento pode provocar câncer 

Se consumido a longo prazo, ácido ascórbico pode provocar sobrecarga renal e, depois, câncer, informam pesquisadores ao portal R7

 

O consumo de carne vencida pode provocar câncer? O portal R7 entrevistou a professora de nutrição da Escola Paulista de Medicina da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) Anita Sachs, e Irene de Lourdes Noronha, chefe de equipe de Nefrologia e Transplantes da Beneficência Portuguesa de São Paulo, para confirmar os efeitos colaterais causado pelo uso excessivo de ácido ascórbico. O produto químico é utilizado em frigoríficos para disfarçar o sabor das carnes vencidas.

Leia mais:Substância usada para "maquiar" a carne podre pode ser causar câncer

Mega escândalo da carne e a merenda nas escolas públicas do Paraná

 

 

BBC Brasil

Carne vencida e mascarada com produtos cancerígenos: o escândalo que atinge as maiores empresas do Brasil

Mudar a data de vencimento de carnes estragadas, maquiar seu aspecto ou usar químicos para mascarar seu mau cheiro - até mesmo em produtos usados na merenda escolar.

 

A descoberta de que, no Paraná, alunos da rede pública estadual consumiram salsicha de peru sem carne - preenchida com proteína de soja, fécula de mandioca e carne de frango - deu início à investigação de dois anos.

"Inúmeras crianças de escolas públicas estaduais do Paraná estão se alimentando de merendas compostas por produtos vencidos, estragados e muitas vezes até cancerígenos para atender o interesse econômico desta poderosa organização criminosa", disse o delegado da Polícia Federal Mauricio Moscardi Grillo.

Leia mais:Mega escândalo da carne e a merenda nas escolas públicas do Paraná

Polícia Federal faz megaoperação contra frigoríficos e cumpre quase 40 prisões

 

 

247

Polícia Federal faz megaoperação contra frigoríficos e cumpre quase 40 prisões

A Polícia Federal realiza na manhã desta sexta (17) uma megaoperação que investiga uma suposta organização criminosa formada por fiscais agropecuários federais e empresas do agronegócio. Batizada de "Carne Fraca", a operação tem na mira alguns dos maiores frigoríficos do país; a Justiça Federal do Paraná determinou o bloqueio de R$ 1 bilhão; cerca de 1.100 policiais federais cumprem 309 mandados, sendo 27 de prisão preventiva, 11 de prisão temporária, 77 de condução coercitiva e 194 de busca e apreensão

 

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta (17) a Operação Carne Fraca, que investiga uma suposta organização criminosa formada por fiscais agropecuários federais e empresas do agronegócio. Alguns dos principais frigoríficos do país estão na mira da operação, segundo a Folha apurou. A Justiça Federal do Paraná determinou o bloqueio de R$ 1 bilhão.

Leia mais:Polícia Federal faz megaoperação contra frigoríficos e cumpre quase 40 prisões