Afisa-PR

Mensagem da DIREX aos de campo de boa-fé

É questão de escolha, simples assim. O de campo que almeja representação classista honesta, séria, competente, autônoma, independente e sem rabo preso, opta pela Afisa-PR que é 100% garantida! 

 

 

Chegam à DIREX muitas “novidades” vinculadas aos movimentos dos “poderosos” e das células pelegas que atuam sobre os de campo mais desinformados e iludidos.

Por várias vezes a Afisa-PR já se manifestou sobre a tenebrosa intenção em curso de fragmentar e enfraquecer os de campo de boa-fé. Agora chegou o momento de parar de se manifestar e esperar pelo cumprimento da promessa feita pelos “poderosos”. Caso não seja cumprida, quem sabe assim, os de campo mais desinformados e iludidos caiam na real.

No curto prazo não é possível a reversão da tenebrosa intenção em curso, pois a “cabeça” do grosso dos de campo — infelizmente, desinformado, enganado, iludido e inexperiente em política de serviço público — “está feita”.

Mais dois posts esclarecedores foram postados no nosso Facebook e no nosso Twitter (@AFISAPR) e mais duas matérias — A Afisa-PR sempre será opção para o fiscal agropecuário de campo de boa-féDivide e impera — publicadas no nosso site  (institucional/publicações/outros). Escrevemos com a “expectativa de reverter” as desinformações e as ilusões que são impregnadas em detrimento do grosso dos de campo? É óbvio que não! Escrevemos para desencargo de consciência e para que nossos escritos, com viés de alerta, fiquem devidamente registrados para o futuro, quando o grosso dos de campo, lamentavelmente, estiver no meio do pântano atolado na areia movediça até seu pescoço (e isso, infelizmente, não demorará muito para que aconteça).

O grosso dos de campo colherá o que semeia hoje, ou seja, as sementes “dos gabinetes” da fragmentação e do enfraquecimento da categoria. Não foi por falta de alerta! Paciência!

A Afisa-PR tem compromisso honesto e sério com a defesa dos justos e legítimos interesses dos seus filiados e com a preservação do interesse público em fiscalização agropecuária estatal. Porém, até isso os “poderosos” e as células pelegas tentam impedi-la de fazer, visto que a Afisa-PR está sob vergonhoso e vexaminoso ataque do grosso de um “conjunto” manipulado (certas pessoas não sentem vergonha do que fazem?) que submetesse às conveniências daqueles que não têm nenhuma virtude. E, na ânsia da bajulação, ajudam-nos no serviço sujo para tentar desprestigiar e desmerecer o associativismo de classe autêntico e honesto entre os de campo de boa-fé. Porém, avisamos, é inútil essa tentativa. O histórico de bons serviços prestados pela Afisa-PR em quase 16 anos depõe contra a confiabilidade e a honra de cada um de vocês — ainda não perceberam isso?

O grosso do “conjunto”, na ânsia de bajular os “poderosos” — alertamos: ninguém nessa seara é “eterno no poder”, pois existem governos de oposição, atenção para isso! —, acredita que pode humilhar a Afisa-PR implementando “estratégias” traçadas em “gabinetes” — nos quais tramasse, isso sim, a “perpetuação no poder” em confortáveis nichos e o “controle absoluto” sobre o grosso do “conjunto” para que não haja o dissenso ou a obrigação de “prestar contas” pela contumaz negação da valorização profissional com justiça remuneratória —, tais como a criação de um “sindicato” balaio de gatos ou de uma “associação dos amigos do papai noel de ‘confiança’” (logo mais ex-papai noel de “confiança”).

Quem verdadeiramente precisa de uma associação — e a Afisa-PR lançou e apoia essa ideia — são os de campo de nível médio — que possuem demandas distintas dos de campo de nível superior —, a exemplo da que existe no âmbito do Ministério da Agricultura. Porém, oxalá comecem a trabalhar pela criação de uma associação séria e não aparelhada, infiltrada e pelega, pois já temos “exemplos” suficientes.

É questão de escolha, simples assim.

O de campo que almeja representação classista honesta, séria, competente, autônoma, independente e sem rabo preso, opta pela Afisa-PR que é 100% garantida! 

O de campo que quer se aventurar em “entidade” panda, fofinha, isentona, “dos gabinetes” e pelega que, ante estas não virtudes, é incapaz de exercer a defesa dos “seus justos e legítimos interesses”, opta por ficar ou na onda ilusória “dos gabinetes” fomentada pelo grosso do “conjunto” ou se algum dia conseguirem criar pelo menos uma das “salvadoras entidades”, que se filie a ela, pois lá será o seu verdadeiro habitat, ou seja,  “muito bem” acompanhado pelo aparelhamento fragmentador e enfraquecedor promovido pelos poderosos, pelos ex-poderosos e pela infiltração das manjadas células pelegas. Porém, alertamos: jamais haverá desenvolvimento em favor da valorização profissional com justiça remuneratória via “entidades representativas” que assim atuam!

Nós, afisianos e afisianas, atuamos pela defesa dos nossos justos e legítimos interesses. Com união, organização e trabalho a Afisa-PR conseguiu que o inconstitucional e ilegal calote salarial de 2017 — reajuste de 8,53% retroativo a 1º de janeiro de 2017 — fosse contestado no Poder Judiciário do Estado, portanto, nenhum afisiano ou afisiana corre o risco da prescrição; da mesma forma, a Afisa-PR prepara a trabalhosa judicialização do calote salarial consumado no último 1º de maio de 2018 (algo em torno de 2,5 a 2,7%).

Certas pessoas perdem todo o seu tempo para tentar atacar, caluniar e difamar a Afisa-PR e sua liderança e acabam se esquecendo de trabalhar pela defesa dos seus próprios interesses. É esse tipo de “liderança” que os de campo de boa-fé querem no “centro de controle” das “entidades gestadas nos gabinetes” que fomentam?

 

“O espetáculo do sofrimento exemplar do rebelde castigado contribui para uma educação perversa dos afetos, que faz com que no fundo a pessoa passe a gostar, desde pequeno, de ver o sofrimento do seu colega, do seu amigo, do seu companheiro de trabalho ou de lutas. Uma perversidade moral que se transforma numa espécie de patologia psicológica: ‘o outro, que é vira-lata como eu, merece mesmo é apanhar – seja no chicote ou apanhar da vida, trabalhando muito e tendo parcos proveitos e poucos direitos’. Essa neurose pessoal ou familiar, se difundindo e se multiplicando por milhares de indivíduos vai dar forma à sociedade. Uma sociedade doente de um vira-latismo sado-masoquista. E assim pacificado, a maioria do povo vai ficando apático, só assistindo o seu igual apanhar no tronco.” (João de Athayde)

 

Matérias vinculadas:

14-5-2018 - Direção Executiva (DIREX) & Mensagem da Direx nº 6/2018: Notícia "União Europeia (UE) publicou o Regulamento de Execução (UE) 2018/700 contra a carne do Brasil"

12-5-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Divide e impera

12-4-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & A Afisa-PR sempre será opção para o fiscal agropecuário de campo de boa-fé

8-4-2018 - Associação dos Fiscais da Defesa Agropecuária do Estado do Paraná (Afisa-PR) & Mensagem da Afisa-PR aos fiscais agropecuários de campo de boa-fé [Balaio de gatos, desinformação, desorganização, desunião, inexperiência, incultura em política de serviço público, falta de estratégia, opressão, manipulação, infiltração, ingênua submissão à ideia de criação de “sindicato doutrinador” entre outras barbaridades...]

 

Veja também o  Facebook da Afisa-PR e   @AFISAPR da Afisa-PR